CONFRARIA ROCK

 

 

 

 

HOME

Música

 

26 FEVEREIRO 2016

Voltar

Conheça a banda mineira A Bandeja Amarela

Vocalista do Cranberries está livre de prisão após transtorno bipolar Anthrax: confira vídeo-letra de “Breathing Lightning”
Metallica anuncia disco novo para 16 abril Relembre discos nacionais que completam 20 anos em 2016
Banda Tópaz marca nova fase em show com Lucas Lima Concurso português EDP Live Bands ganha primeira edição no Brasil
Boogarins anuncia 10 shows pelo Brasil Zakk Wylde: ouça single e veja capa de novo álbum solo
25 FEV 16
Sepultura fará dois shows para público seleto “De Passagem”: Todo o simbolismo do novo clipe do Cícero
‘Ed Force One’ decola pra turnê mundial; veja o avião do Iron Maiden Far From Alaska e O Terno; conheça brasileiros que vão ao SXSW
Eles estão de volta: Boogarins anuncia show em BH Angra: Turnê comemorativa de "Holy Land"
Red Hot Chili Peppers: Disco produzido por Danger Mouse Nação Zumbi adia show do icônico disco Afrociberdelia no Recife
24 FEV 16
Arnaldo Antunes lança clipe de “ Naturalmente, Naturalmente”
Skank fará show no Recife em abril Cuide do Bonsai, Camará
Tequila Baby, Duca Leindecker e Acústicos & Valvulados são algumas das atrações de festival em Chapecó
Conheça o trabalho do carioca Vitor Medina Entrevista Scream & Yell: Magabarat

Veja a capa do novo compacto do E a Terra Nunca Me Pareceu Tão Distante

“O rock dos anos 80 me deu coragem para escrever em português”, diz Pitty

Cantora Céu lança novo álbum em março Sammy Hagar apresenta nova canção em programa de TV
23 FEV 16
Ouça nova canção de Richar Ashcroft Ouça primeira canção do Lush em duas décadas
Facção Caipira faz show gratuito em Copacabana «Blackstar» de David Bowie convertido em mini-série de Instagram
Black Sabbath deve fazer três shows no Brasil em dezembro Aposta Rock In Press: Zéfiro
Jan Felipe anuncia disco e mostra “Fuga” e “Monopoles” Jake Bugg: ouça a inédita “On My One”
Ouça "The Highline", música do novo projeto musical Kim Gordon Beatles na Favela: Musical estreia em São Paulo em abril
22 FEV 16

Banda iraniana é presa por tocar heavy metal e pode enfrentar pena de morte

Ajude a Stereophant a gravar seu novo disco “G áve a”, novo single do Lício
Paraíba`s Festival: Cadastre sua banda para o festival de 2016 Children of Bodom confirma dois shows no Brasil

ANTERIORES:

 22 a 30/12/14   -   05 a 09/01/15  -  12 a 16/01/16   -   19 a 23/01/2016

 

02 a 06/03/2015  -  09 a 12/03/2015  -  16 a 20/03/15  -  23 a 27/03/15  -  01 a 10/04/15  -  19 a 28/05/15  -  18 a 25/06/15

 

03 a 10/07/15  -  13 a 17/07/15  -  20 a 23/07/15   -   27 a 31/07/15    -   03 a 07/08/15    -   10 a 14/08/15    -   17 a 21/08/15    -   21 a 27/08/15    - 

 

 01 a 04/09/15    -     08 a 11/09/15    -    21 e 22/09/15     -    28/09 a 01/10/15     -     05 a 09/10/15     -      09 a 16/10/15    -     26 a 28/1015

 

03 a 06/11/15   -    10 a 13/11/15    -    16 a 20/11/15   -   01 a 11/12/15   -    14 a 18/12/15   -   21 a 24/12/15   -   04 a 08/01/16    -    12 e 13/01/14

 

HOME

Vocalista do Cranberries está livre de prisão após transtorno bipolar

 

 

A vocalista da banda de rock irlandesa The Cranberries, Dolores O’Riordan, se livrou de ser presa e foi multada no valor de US$ 6.600 por causa de incidente durante um vôo entre Nova Iorque e Irlanda.

Dolores conseguiu liberdade após declarar-se culpada de agressão a uma aeromoça e três policiais em novembro de 2014. Segundo a policial que a prendeu no aeroporto de Shannon, na Irlanda, ela cuspiu na cara deles e desferiu cabeçadas e chutes.

Segundo o juiz que cuidou do caso, seria injusto condená-la, já que os prontuários médicos indicaram que ela sofria de distúrbio bipolar.

Ao sair do tribunal, Dolores aconselhou a outras pessoas que sofrem com doenças mentais a procurarem ajuda médica. A cantora ainda disse que tem álbuns para serem lançados e que vai continuar a trabalhar.

 

BILLBOARD BRASIL

 

Topo

 

Anthrax: confira vídeo-letra de “Breathing Lightning”

 

 

O Anthrax está lançando nesta sexta-feira (26) mais um disco de inéditas,  ‘For All Kings’. Esse será o 11° trabalho de estúdio do famoso grupo norte-americano e chega para dar sequência a ‘Worship Music’, de 2011. Foi liberado recentemente o vídeo-letra da faixa ‘Breathing Lightning’, que você confere logo a seguir.

 

 

GUILHERME ZANINI – GUITAR PLAYER

Topo

 

Metallica anuncia disco novo para 16 abril

 

 

Intitulado 'Liberdade, Igualdade, Fraternidade, Metallica!', terá nove canções gravadas no Bataclan, em Paris, e dinheiro arrecadado será doado às vítimas do atentado no local, ano passado

A banda de heavy-metal Metallica anunciou nesta quarta-feira que lançará álbum gravado em 2003 na casa de shows Bataclan, em Paris, para arrecadar fundos para as vítimas dos atentados de 13 de novembro na capital francesa. Com o título 'Liberdade, Igualdade, Fraternidade, Metallica!', em homenagem ao lema francês, o álbum será posto à venda em 16 de abril, mesmo dia em que se comemora o Disquaire Day, dia internacional das gravadoras independentes.

O álbum contém gravações de nove canções que o grupo executou no local em 11 de junho de 2003. Neste dia, a banda fez três shows extras - no Bataclan, La Boule Noire e Trabendo - para apresentar seu álbum 'St. Anger'. A renda obtida com este álbum será doada à Give for France, iniciativa internacional para arrecadar fundos, lançada pela Fundação da França para as famílias das vítimas e feridos dos ataques de 13 de novembro de 2015, em Paris e em Saint-Denis, cidade ao norte da capital francesa.

 

O Bataclan, onde 90 pessoas morreram nestes atentados (que deixaram, no total, 130 mortos), é uma das salas de shows mais famosas de Paris, com capacidade para 1,5 mil espectadores. Na ocasião, o grupo de rock norte-americano Eagles of Death Metal tocava no local quando três jihadistas armados e com cintos explosivos entraram e abriram fogo.

 

AFP

Topo

 

Relembre discos nacionais que completam 20 anos em 2016

Além do icônico Afrociberdelia, de Chico Science & Nação Zumbi, outros discos clássicos completam duas décadas desde o lançamento

 

 

É um ano de celebrações para o Manguebeat. Além dos 50 anos de nascimento de Chico Science (morto em 1997), a Nação Zumbi celebra ainda os 20 anos do álbum Afrociberdelia, que apresentou um som mais pop e experimental do grupo. Foi o disco que rendeu ao grupo o mais próximo de um hit comercial até hoje, a regravação de Maracatu atômico, de Jorge Mautner. O disco será revisitado pela Nação em show ainda sem data e local, mas que está anunciado para maio, no Recife.

Além de Afrociberdelia, no entanto, outros discos importantes do rock brasuca celebram duas décadas de lançamento neste ano, desde o pop rock do Skank até o thrash metal do Sepultura. Não se sabe ainda se esses discos ganharão reedições ou turnês comemorativas. O Viver lista alguns. Confira:

 

Sepultura - Roots

 

O disco que polarizou os fãs da banda de metal mineira Sepultura. A banda mistura o som pesado dos primeiros anos com uma sonoridade mais tribal, com muitos tambores e percussão (influência da Nação Zumbi?). Conta ainda com participação especial de Carlinhos Brown na faixa Ratamahatta. O álbum é citado como influência por músicos internacionais como Mike Patton e a banda Korn.

 

 

 

Mundo Livre S/A - Guentando a ôia

 

Lançado dois anos após Samba esquema noise, mostra o lado mais cru e punk de Fred 04 e banda. É considerado pelos fãs uma volta às origens. Inclui músicas como Free world, Seu suor é o melhor de você e Destruindo a camada de ozônio, com participação de Chico Science.

 

 

Skank - O samba poconé

 

A banda de pop/reggae mineira já tinha estourado em 1994, com Calango, mas foi este disco que projetou o grupo ao estrelato. Só para se ter uma ideia do desfile de hits, o disco conta com É uma partida de futebol, Zé Trindade, Garota nacional e Tão seu.

 

 

 O Rappa - Rappa Mundi

Após um primeiro disco sem muita repercussão, em 1994, a banda carioca liderada por Marcelo Falcão lança Rappa Mundi, até hoje um dos mais ecléticos da discografia. Tem reggae, rock, dub, e até cover de Jimi Hendrix. Os hits incluem A feira, Pescador de ilusões, Hey Joe e Vapor barato.

 

 

Legião Urbana - A tempestade ou O livro dos dias

 

Penúltimo disco da carreira da banda, foi o último lançado antes do falecimento de Renato Russo, no mesmo ano. O estado de saúde do cantor, debilitado pela Aids, se reflete nas letras, intimistas e melancólicas.

 

 

DIÁRIO DE PERNAMBUCO

Topo

 

Banda Tópaz marca nova fase em show com Lucas Lima

Banda Tópaz marca nova fase em show com Lucas Lima

 

 

A banda Tópaz apresentará os maiores sucessos de sua carreira em um show com Lucas Lima, o líder da Família Lima e Paulo Vaz, tecladista do Supercombo.

O show, que marca a nova fase da banda, será a primeira apresentação dos gaúchos após o anúncio de Toledo, guitarrista do Supercombo, que agora fará parte da Tópaz como vocalista e guitarrista.

Toledo ainda afirma que não deixará o Supercombo e se sente muito feliz em voltar para o Tópaz. "Estou muito feliz por estar de volta, sentia muita falta de tocar aqui, é como se fosse minha segunda casa. Os fãs do Supercombo podem ficar tranquilos que não deixarei a banda, também estou muito feliz lá".

"Estamos muito felizes e ansiosos para o show. Primeiro teremos o Toledo

de volta após três anos e segundo é que teremos a participação especial do Lucas, nosso grande amigo que tocará baixo e violino em várias músicas. Faz tempo que não sentimos isso, será um show para entrar na história", promete Alexandre Nickel.

Parte do valor arrecadado no show será destinado ao tratamento do vocalista da banda, Cris Möller, vocalista da Tópaz que está se recuperando após um acidente que ocorreu em 2014.

 

Ação promocional

As 15 primeiras pessoas que levarem esta nota impressa na bilheteria do Teatro Mars receberão uma pulseira para participar do Meet & Greet com a banda.

 

R7

Topo

 

Concurso português EDP Live Bands ganha primeira edição no Brasil

 

 

O concurso português EDP Live Bands ganha sua primeira edição no Brasil em 2016. A ideia do projeto é dar espaço e visibilidade para bandas independentes que tenham músicas próprias.

 

"A música é uma das vertentes de maior expressão no Brasil, e assim decidimos trazer o concurso para o País, que é reconhecido por sua originalidade e riqueza cultural", afirmou Paulo Campos Costa, diretor-coordenador Global de Comunicação e Marketing do Grupo EDP.

As inscrições para o EDP Live Bands estão abertas até o dia 22 de março e o concurso irá premiar com a gravação de um CD e apresentação no Festival NOS Alive'16 em Portugal. Para chegar aos finalistas, haverá etapas de seleção e votação aberta ao público. Ao todo, oito bandas estarão na final, sendo três eleitas pelo voto online, e cinco pelo júri composto pela EDP e seus parceiros - Everything Is New, Sony, FNAC - e o ator Ricardo Pereira.

A etapa final será realizada em São Paulo, no dia 4 de junho, no auditório da Unibes Cultural. O evento contará com apresentação ao vivo das bandas e os jurados escolherão a grande vencedora, que irá a Portugal. Para saber mais detalhes e preencher a inscrição da sua banda, acesse o site da EDP Live Bands.

 

LIZANDRA PRONIN – TERRRITÓRIO DA MÚSICA

Topo

 

Boogarins anuncia 10 shows pelo Brasil

 

 

Formado em Goiânia, o Boogarins começou a chamar atenção no exterior antes do País natal e lançou seu primeiro álbum - “As Plantas Que Curam”, originalmente de 2013 e relançado http://www.territoriodamusica.com/rockonline/noticias/?c=40390  ano passado com três faixas inéditas - através do selo nova-iorquino Other Music Recording Co.

O segundo trabalho, “Manual ou Guia Livre de Dissolução dos Sonhos” (de 2015), também foi lançado internacionalmente pelo Other Music Recording Co., mas chegou ao mercado brasileiro através do selo Stereomono, da plataforma Skol Music.

Para promover o álbum o grupo lançou um vídeo ao vivo do single “Avalanche”, um videoclipe oficial para a da faixa “6000 Dias”, e um mini documentário do show que fizeram no Mirante 9 de Julho, em São Paulo. O vídeo de “Tempo”, para o qual os fãs foram convidados a participar, já deve estar em produção. Enquanto isso, o grupo se prepara para sair em turnê, primeiro pelo Brasil e depois pela América do Norte.

As datas brasileiras - dez confirmadas por enquanto - vão de 04 a 26 de março, e no mês seguinte o grupo começa a turnê norte-americana, que vai de 23 de abril na Filadélfia até 17 de maio em Toronto, no Canadá.

Confira abaixo as datas anunciadas pela banda. Mais informações sobre ingressos serão divulgadas em breve,

 

04/03 - Salvador - BA @ Portela Café

05/03 - Fortaleza - CE @ Órbita Bar

06/03 - João Pessoa - PB @ Vila do Porto

10/03 - Curitiba - PR @ Jokers Pub

11/03 - Florianópolis - SC @ Célula Showcase

13/03 - Belo Horizonte - MG @ A Autêntica

19/03 - Goiânia - GO @ Centro Cultural Martim Cererê

23/03 - Manaus - AM @ Teatro Direcional

25/03 - Rio de Janeiro - RJ @ Oi Futuro Ipanema

26/03 - Rio de Janeiro - RJ @ Oi Futuro Ipanema

 

TATE MONTENEGRO – TERRITÓRIO DA MÚSICA

Topo

 

Zakk Wylde: ouça single e veja capa de novo álbum solo

 

                       

Zakk Wylde liberou "Sleeping Dogs", primeiro single de seu novo álbum solo, "Book Of Shadows II", que vai sair em 8 de abril pela Entertainment One Music (eOne Music). O sucessor do "Book Of Shadows" de 1996 conta com as seguintes músicas:

 

"Autumn Changes"

"Tears Of December"

"Lay Me Down"

"Lost Prayer"

"Darkest Hour"

"The Levee"

"Eyes Of Burden"

"Forgotten Memory"

"Yesterday's Tears"

"Harbors Of Pity"

"Sorrowed Regret"

"Useless Apologies"

"Sleeping Dogs"

"The King"

 

 

BRUCE WILLIAN - WINPLASH

Topo

 

24 FEV 16

Sepultura fará dois shows para público seleto no Sesc Pompeia em março

 

 

O Sepultura realizará dois shows para um público seleto em São Paulo no fim de março. Eterno orgulho nacional, a banda brasileira se apresentará nos dias 26 e 27 de março no Sesc Pompeia, tradicionalíssimo espaço cultural e de lazer paulistano.

Os shows serão realizados na Comedoria do Sesc Pompeia. A capacidade deste espaço é de apenas 800 pessoas, o que fará com que poucos felizardos tenham a experiência de ver o grupo muito de perto.

Quem conhece a história do Sepultura, sabe que a banda já tocou para multidões e espaços grandiosos no mundo inteiro. Sabe também que o grupo nunca teve frescura para tocar em espaços menores e menos badalados, apesar da fama que possui.

No caso do Sesc Pompeia, além da quantidade pequena de ingressos, o valor das entradas chama a atenção por ser algo bem mais barato do que o normal para shows atualmente.

Os ingressos inteiros custarão R$ 50,00, mas há a opção de valores ainda mais em conta, como o de R$ 25,00 (para estudantes, maiores de 60 anos, aposentados, servidores de escola pública e pessoas com deficiência) e o de R$ 15,00 (para os trabalhadores do comércio de bens, serviços e turismo matriculados no Sesc e seus respectivos dependentes).

O período de vendas online começa no dia 15 de março. Nas unidades do Sesc, a venda terá início no dia 16 de março.

Com forte ligação com a capital paulista, o Sepultura sempre arranja datas na agenda para tocar na cidade. Na mais recente apresentação em solo paulistano, a banda comemorou 30 anos de existência num show memorável no Audio Club em junho de 2015.

 

COMBATE ROCK

 

Topo

 

“De Passagem”: Todo o simbolismo do novo clipe do Cícero

Vídeo conta sutilmente a história do músico nos últimos anos, até sua nova casa: São Paulo.

 

 

Desde o lançamento de Sábado, seu segundo disco, Cícero é um outro cara. No caso, em sua música. Sua sonoridade mudou, sua percepção de mercado mudou e até seu público foi se lapidando, criando assim uma nova fase em sua vida. Uma das surpresas foi o não lançamento de clipes em Sábado e, até agora, a continuidade desta fase em A Praia, seu último disco (2015). Até agora, já que hoje, em estreia ao lado do Brasileiríssimos, Cícero nos mostrou o vídeo oficial da faixa “De Passagem”, com Isabela Noli e direção de João Seguro.

Apesar da história clara entre o título da canção e o virtual encontro entre a personagem e o cantor, o mais interessante do vídeo é o simbolismo a mudança de vida do músico carioca, que em 2015 passou a morar em São Paulo. Você nota isso nas poucas cenas no Rio, sempre em estradas, indo a algum lugar, e a grande quantidade de cenas na Av. Paulista, onde nós podemos encontrar Cícero no clipe.

Além disso, citações em vídeo a Botafogo (cena do túnel) onde o cantor morava enquanto fez seu primeiro disco, Canções de Apartamento, e aos discos Sábado (refletores no Flamengo) e A Praia, onde mostra cenas que recriam suas capas, dão o tom da timeline emocional e criativa do músico, como num resumo singelo e poético de sua então carreira. A fotografia urbana, a questão um pouco escura e a composição das cores são outros atrativos que remetem a leveza do músico e seu trabalho.

Enfim, “De Passagem” é simples, direto e funcional em sua vista inicial, mas completo e emocional de uma forma interessante, dando bem o tom a algo que Cícero sempre gostou de fazer: colocar um significado intrincado dentro de sua obra.

 

Cícero – De Passagem

 

 

MARCOS XI – ROCK IN PRESS

Topo

 

‘Ed Force One’ decola pra turnê mundial; veja o avião do Iron Maiden

Vai começar! A lendária banda de heavy metal Iron Maiden deu start em sua nova turnê, do álbum The Book of Souls. À bordo do Boeing 747-400 Jumbo Jet “Ed Force One”, e pilotado pelo vocalista Bruce Dickinson, a banda passará por 35 países em 6 continentes.

Publicidade

 

 

O avião carregará mais de 12 toneladas de equipamentos e irá percorrer 88.500 quilômetros ao redor do mundo.

 

O primeiro show da tour rola nesta quarta (24), em Ft. Lauderdale, nos Estados Unidos. A banda chega ao Brasil em março, para cinco shows, começando com uma visita ao Rio de Janeiro, no dia 17 de março, seguindo para Belo Horizonte (onde estiveram pela última vez em 2009), no dia 19, e Brasília, no dia 22. No dia 24 de março, o Iron se apresenta pela primeira vez em Fortaleza e encerra a turnê brasileira em São Paulo, no dia 26.

Dê uma olhada no Ed Force One:

 

 

 

VÍRGULA UOL

 

Topo

 

Com Far From Alaska e O Terno, conheça brasileiros que vão ao SXSW

 

Far From Alaska

 

Entre nomes já conhecidos como O Terno (SP) e Far From Alaska (RN) e algumas apostas, as bandas brasileiras que vão estar no SXSW (South By South West), em Austin, no Texas, oferecem um panorama da nova cena, do rock às brasilidades, passando pela eletrônica e música instrumental.

 

 

O principal festival de música e cultura alternativa dos Estados Unidos,  que vai de 11 a 20 de março, terá também Cabezas Flutuantes (MG), ruído/mm (PR), DESAMPA (SP), Clara Valente (RJ), Jéf (RS), Folks (RJ), Planar (RJ), Rubel (RJ), Tempo Plástico (MG) e Jota Erre (SP).

 

 

Além dos shows, o SXSW é modelo para outros eventos ao redor do mundo, reunindo conferências, mostra de filmes e outras atividades.

 

FABIANO ALCÂNTARA – VIRGULA UOL

Topo

 

Eles estão de volta: Boogarins anuncia show em BH

Banda toca no dia 13 de março n'A Autêntica. Nova etapa da turnê pelo Brasil começa por Salvador, no dia 4

 

 

Álbum 'Manual' (2015) alcançou repercussão internacional

 

Apontada como a mais nova promessa do rock brasileiro, a banda goiana Boogarins fará nova turnê pelo Brasil para o deleite dos fãs. Em Belo Horizonte, o grupo se apresenta no dia 13 de março n’A Autêntica. Serão dez novas datas passando por Salvador (BA), Fortaleza (CE), João Pessoa (PB),Curitiba (PR), Florianópolis (SC), Goiânia (GO), Manaus (AM) e Rio de Janeiro. Em 28 de março eles viajam para nova turnê internacional.

O grupo divulga o seu mais recente álbum – Manual – que alcançou repercussão internacional, com direito a críticas positivas em veículos como New York Times, The Guardian, Fader e NME. O disco também foi eleito um dos melhores álbuns brasileiros de 2015 pela revista Rolling Stone e o site Scream & Yell.

Recentemente, o Boogarins lançou o clipe ao vivo de Avalanche, gravado em São Paulo. Já a faixa 6000 dias ganhou clipe dirigido por Cléver Cardoso.

 

Single Avalanche, gravado ao vivo em SP

 

 

ESTADO DE MINAS CULTURA

Topo

 

Angra: Turnê comemorativa de "Holy Land" já tem algumas datas confirmadas

 

 

A partir do mês de abril, o Angra inicia uma turnê para comemorar os 20 anos do lançamento do álbum "Holy Land". As apresentações terão o disco tocado na íntegra. Algumas datas já estão confirmadas, confira:

 

13/05/2016 - Florianópolis/SC

John Bull Floripa

 

15/05/2016 - Porto Alegre/RS

Bar Opinião - Rua José do Patrocínio, 834

 

27/05/2016 - Belo Horizonte/MG

Music Hall

 

12/08/2016 - Brasília/DF

Net Live Brasília

 

"Holy Land" é um álbum conceitual: suas músicas falam sobre o Brasil na época de seu descobrimento, em 1500. Há referências diversas ao nosso folclore, aos índios nativos brasileiros e às mudanças provocadas pela chegada dos portugueses por aqui. O disco é composto por 10 faixas (em sua edição padrão) e contou com produção de Charlie Bauerfeind e Sascha Paeth.

 formação do Angra em "Holy Land" era: Andre Matos (voz, teclados), Kiko Loureiro (guitarra), Rafael Bittencourt (guitarra), Luís Mariutti (baixo) e Ricardo Confessori (bateria). Atualmente, apenas Rafael Bittencourt se mantém na formação.

 

Angra no seu guarda-roupa

Ainda sobre a banda, mas saindo da estrada para entrar no seu armário, o Angra tem outra notícia: fechou neste mês uma parceria com uma marca de roupas. A Affliction fará camisetas e outros acessórios para a banda com total exclusividade. De acordo com o anúncio oficial, os novos "modelos terão a estética e áurea característica da banda Angra em toda a sua carreira, e com certeza se tornarão itens de colecionador".

A Affliction é uma empresa norte-americana que já fechou parcerias similares com artistas como Ozzy Osbourne, Black Sabbath, Behemoth, Biohazard e Megadeth, além de ter patrocinado o Ultimate Fighting Championship

 

LIZANDRA PRONIN – TERRITÓRIO DA MÚSICA

Topo

 

Red Hot Chili Peppers: Disco produzido por Danger Mouse está quase pronto

 

 

O Red Hot Chili Peppers já está preparando o novo álbum de estúdio, que está quase pronto mas ainda não teve nem o título nem data de lançamento divulgados. A banda tem postados algumas fotos direto do estúdio nas redes sociais, mas ainda não divulgou maiores detalhes.

O que se sabe até agora é que o álbum conta com produção de Danger Mouse, no lugar de Rick Rubin, que produziu todos os discos da banda desde "Blood Sugar Sex Magik", de 1991. Em recente entrevista à revista Q, o baixista Flea comentou a sonoridade das novas faixas: "É diferente, mas sem sacrificar o que temos de bom. Há algumas canções que já tínhamos e algumas novas também. Não vejo a hora de tocá-las ao vivo".

O novo álbum será o décimo primeiro na carreira do Red Hot Chili Peppers e sucederá "I'm with You", lançado em 2011. A nova turnê do grupo começa em junho e já estão confirmadas apresentações em festivais como Pinkpop Festival, Rock am Ring, Roskilde Festival e Park Live Festival.

 

LIZANDRA PRONIN – TERRITÓRIO DA MÚSICA

Topo

 

Nação Zumbi adia show do icônico disco Afrociberdelia no Recife

Grupo publicou nota na página oficial do Facebook e confirmou primeira data da turnê, em Salvador

 

Disco foi lançado há 20 anos, em 1996. Foto: Sony/Divulgação

 

A banda pernambucana Nação Zumbi adiou o show com o repertório do disco Afrociberdelia no Recife. Antes prevista para o aniversário da capital pernambucana, no dia 12 de março, a apresentação do setlist do icônico álbum de 1996 será em maio.

O anúncio da mudança de data foi feito na noite desta quarta-feira, na página oficial no Facebook. A programação original coincidia também com o cinquentenário de nascimento do líder de Chico Science (1966-1997), celebrados em 13 de março.

"Faremos o show de Recife em maio para termos mais tempo de faze-lo caprichado, da maneira que tínhamos planejado e com convidados super especiais. Logo que possível confirmaremos a data", informa a nota. No dia 12 de março, há um show marcado no Pelourinho, em Salvador (Bahia)

Maracatu atômico, Macô, Mateus enter e Cidadão do mundo são algumas das faixas do disco, o último com o líder do movimento maguebeat à frente do grupo. Dois anos após Afrociberdelia, a Nação Zumbi lançou CSNZ, álbum duplo com a voz de Science em faixas gravadas ao vivo e remixes.

 

Confira a nota na íntegra:

 

"A F R O C I B E R D E L I A

Faremos o show de Recife em maio para termos mais tempo de faze-lo caprichado, da maneira que tínhamos planejado e com convidados super especiais. Logo que possível confirmaremos a data.

Como já tínhamos planejado ensaios até dia 10/3,para aquecer confirmamos um show preview no dia 12 de março em Salvador, em um espaço pequeno e especial, Patio Largo Tereza Batista (Pelourinho) Os ingressos serão limitados, mas devemos voltar logo a Salvador.

BREVE DIVULGAREMOS A AGENDA DE SHOWS AFROCIBERDELIA".

 

VIVER/DIÁRIO DE PERNAMBUCO

Topo

 

24 FEV 16

Arnaldo Antunes lança clipe de “ Naturalmente, Naturalmente”

 

O cantor e compositor Arnaldo Antunes lançou ontem (22/02) o clipe para “Naturalmente, Naturalmente”. Este é o segundo single do disco Já É a ganhar vídeo, sucedendo o lançamento de “Põe Fé Que Já É”.

“Naturalmente, Naturalmente” é uma composição de Antunes em parceria com Marisa Monte e Dadi Carvalho.

 

Assista ao clipe:

 

 

BILLBOARD BRASIL

 

Topo

 

 

Skank fará show no Recife em abril

Apresentação da turnê "Velocia" será em festa com serviço de open bar

 

 

A banda mineira Skank já tem data para voltar ao Recife. Samuel Rosa, Henrique Portugal, Lelo Zaneti e Haroldo Ferretti apresentarão a turnê Velocia no dia 8 de abril em festa com open bar no Arcádia do Paço Alfândega, no shopping situado no Bairro do Recife. Os preços e locais de vendas dos ingressos ainda não foram divulgados.

O disco Velocia foi lançado em junho de 2014, com cordas e metais gravados no estúdio Abbey Road, em Londres, na Inglaterra, um dos mais famosos do mundo. Nono disco - e primeiro de inéditas em seis anos -, é considerado uma tradução da trajetória do grupo de pop rock. BNegão, Nando Reis e a cantora paulista Lia Paris fazem participações. No dia seguinte ao show no Arcádia, o quarteto mostrará a turnê Velocia na Arena das Dunas, em Natal (RN).

Na semana passada, o Skank divulgou vídeo em 360 graus da canção Do mesmo jeito, o primeiro da banda com a tecnologia. Pelo Twitter, foi lançada uma enquete para decidir a próxima canção do projeto, Uma canção é pra isso ou Te ver, a vencedora na preferência do público. As músicas devem ser inseridas no repertório.

 

Assista ao clipe Do mesmo jeito:

 

 

VIVER/DIÁRIO – DIÁRIO DE PERNAMBUCO

Topo

 

Cuide do Bonsai, Camará

 

 

Tudo que toca o tempo é efêmero. Tive a inspiração rápida depois de ouvir “Bonsai”. A sequência de notas foi passando e nem lembrei o que era fora do corpo. Com os olhos fechados, toque especial que potencializa canções, era sílaba atrás de sílaba, letra pronta ao pé do ouvido. Os rapazes, responsáveis por tudo isso, são Victor Cremasco e Raphael Amoroso. Juntos, formam Camará. O álbum Bonsai é lançado pela banda de dois cumprindo a missão de mais de dez.

Coincidentemente a faixa (Quarta-feira) foi escutada na última quarta, véspera do carnaval. Já anuncia um carnaval quase sem samba, mas com esperança de tudo mudar pra melhor, recuperar a relação desgastada. O disco tem leveza nas ideias e é certeiro quando harmoniza o samba discreto com a voz doce. Ouvindo “Maria Rosa”, penso que é o tipo de trabalho feito pra impressionar. Exibir para os amigos, como alta safra da música. Servir as canções com embrulho e laço, que é pra encantar.

“Vem ver” é um respiro contínuo, um convite ao acaso que bate na aorta. Assim como o restante do disco, essa música é furiosamente encaixada na mansidão dos costumes. Reitera a vontade de encontrar, de dizer aquelas coisas em voz alta, apenas cantar para alguém. O ‘amor maior’ foi feito pra bater, e é isso que o Camará consegue: fazer enxergar, reagir.

Do toque ‘suingado’ e dançante, “Gracias” se despede e se apresenta como a última faixa. Encerra o caminho aberto de coesão entre as faixas e surpresas dentro de cada música. Pois se é pra finalizar resta a efemeridade. O trabalho é encerrado sem que se perceba, tamanha a absorção do lado de cá. Talvez não se possa ter tudo, como horas a fio repetindo o disco, em um eterno replay ensaiado.

 

 

MARIANA BORBA – JARDIM ELÉTRICO

Topo

 

Tequila Baby, Duca Leindecker e Acústicos & Valvulados são algumas das atrações de festival em Chapecó

 

 

 

No dia 19 de março, sábado, a partir das 19:30h, o MOAI Summer Club (Rodovia BR 480 Km 146,5 - 4500 Linha Passo dos Ferreira), em Chapecó/SC, recebe a 2ª edição do Festival DCE Unochapecó. Sete bandas confirmadas, comida de rua e muita diversão. Shows de:

 

 

- Tequila Baby;

- Mustang Blues Brothers;

- Tiago Flores E The Fab Four;

- Lowly Hounds;

- Duca Leindecker;

- Acusticos e Valvulados.;

- Marujo Cogumelo.

 

Informações sobre valores dos ingressos e pontos de venda antecipados serão divulgados em breve. Confira mais informações no evento: https://www.facebook.com/events/1737346833153643/

 

ROCK GAÚCHO

Topo

 

Conheça o trabalho do carioca Vitor Medina

 

 

 

Nascido e criado no Rio de Janeiro/RJ, Vitor leva consigo o amor pela escrita e pela música desde a adolescência, onde o seu trabalho começou a ser reconhecido. Aos 13 anos formou a sua primeira banda, assim dando os seus primeiros passos na carreira musical como cantor e compositor, se apresentando em casas da cena independente carioca, e também em outras cidades do Brasil.

Em 2008, aos 18 anos, teve que procurar um novo caminho na música após o fim das atividades de seu primeiro projeto, e então, influenciado por outras vertentes musicais das quais admirava – como o folk - em 2011 lançou, através do Soundcloud, o VIT, que chamou atenção pela combinação de letras com mensagens positivas, ukulele e trompete.Em menos de 24h de lançamento, o VIT superou os 1.000 plays no Soundcloud, e foi destaque em sites como o Musicoteca (na época pertencente ao Portal MTV) e Laboratório Pop, sendo apontado como uma possível promessa da nova música brasileira.

Após alguns shows com o projeto, Vitor decidiu que gostaria de ser reconhecido por seu nome de batismo, Vitor Medina, e decidiu passar um tempo longe dos palcos para se dedicar exclusivamente a novas composições, e posteriormente gravações, tendo optado por se apresentar nesse período, excepcionalmente em 4 ocasiões, com destaque para a Mini-Tour que fez no interior de São Paulo, passando pelas cidades de Americana, Limeira e Piracicaba.

 

 

 

Em outubro de 2015, lançou o clipe de seu novo single “Colabora”, que chama atenção pela mistura de rock e ritmos latinos, e que já ultrapassou as 60.000 visualizações no Youtube, além de ter sido destaque em sites especializados em novos artistas.

A faixa contou com a participação em estúdio de Bubu Trompete, membro do naipe de metais da banda Los Hermanos, e já tocou em rádios como Rádio Cidade FM (Rio de Janeiro/RJ) e Roquette- Pinto (Rio de Janeiro/RJ), além de estar na programação de várias web rádios de todo o país.

Os planos de Vitor para 2016 envolvem o lançamento de mais singles, e à volta aos palcos, onde pretende apresentar um repertório com novas e velhas canções.

 

DROP MUSIC

Topo

 

Entrevista Scream & Yell: Magabarat

 

 

 

A música do Magabarat estimula a cintura e a mente em iguais proporções. Guilherme Santin (sintetizadores e programações), Felipe Girotto (bateria e percussão) e Guido Bracagioli (baixo e flauta transversal) promovem uma sonoridade sim, bem cerebral, fugindo das estruturas fáceis e buscando a excelência na execução instrumental. Mas também é dançante pra valer – não é nada de “mexer o pezinho”, faixas como “Tupã e Araci” e “Canta Compay” são para perder a vergonha e a dureza do gingado.

O trio de Caxias do Sul (RS) existe desde 2009 (inicialmente com o nome Mahabarata), porém só lançou seu primeiro álbum, homônimo, no fim de 2015. O lançamento teve uma miniturnê com cinco shows: em Porto Alegre, Galópolis e em sua cidade de origem. O disco é produzido pelo conterrâneo Luciano Balen, uma das metades do Projeto Ccoma, outra banda que tem a proposta de congregar influências musicais e imagéticas de várias partes do mundo para criar uma música orgânica dançante, que combina instrumentos mais tradicionais e exploração do potencial das novas tecnologias.

Porém, os caminhos que o Magarabat percorre passam mais pelo jazz funk e pelo fusion. Por mais que se escutem elementos de chamamé, milonga, salsa e outros, é perceptível que em algum momento da vida dos integrantes Azymuth, Weather Report e congêneres bateram forte. Mas como o pessoal também parece ter ouvido Medeski, Martin & Wood, soul brasileiro e outras malemolências, a receita final nunca desanda para o simples exercício virtuosístico.

O Scream & Yell entrevistou a banda por e-mail, e o trio preferiu responder coletivamente às questões enviadas.

 

 

O groove é um elemento essencial na música do Magarabat, mas dá para ver que ele não é só um groove do funk e do jazz, mas que também passeia pelo afro beat, pelo fusion, pela música eletrônica, por ritmos caribenhos. Então gostaria que vocês contassem como essas influências todas foram parar no som de vocês.

A maioria dos ritmos são parte da evolução natural das influencias dos músicos. Todos crescemos escutando rock, funk, jazz e fusion. Alguns ritmos diferentes são provenientes de experiências pessoais, o Guilherme trabalha com música eletrônica há oito anos, por exemplo. Além disso, nos propusemos a realizar uma pesquisa de ritmos que não faziam parte de nosso repertório conjunto até então, como o tango, a salsa e o chamamé. Esse conceito era um desejo antigo e floresceu em conversas na pré-produção, fosse por sugestão dos produtores ou de desejos pessoais de criar uma proposta que agregasse às nossas influências anteriores, a fim de criar uma identidade sonora particular.

 

O som é instrumental, uma opção que sempre dificulta chegar a um público maior. A banda já nasceu com essa proposta, ou aos poucos vocês foram descartando a voz como elemento musical?

A banda nasceu instrumental, autoral, e também experimental, já que essa era a primeira experiência desse tipo de todos os integrantes. Começamos como uma brincadeira: o Guilherme tinha um estúdio em casa, com equipamento montado, pronto para tocar, e acabávamos nos reunindo como um passatempo. Aconteceu de marcarmos bastantes shows em bares da cidade, principalmente pela curiosidade do pessoal em assistir uma banda instrumental com formação inusitada, e fomos tocando adiante esse projeto, até chegarmos com a formação e ideia sonora que temos hoje. O público de música instrumental no Brasil é pequeno se comparado à musica popular, mas certamente existe. É um público interessante de se dialogar, pois são em maioria pessoas de bastante conhecimento musical, o que os torna muito exigentes.

 

A amplitude musical que o Magabarat abre - bem como o uso da eletrônica - dialoga com o Projeto Ccoma, embora a distinção entre ambas seja clara. Foi por isso que escolheram o Luciano Balen como produtor?

De certa forma sim. A produção do Projeto Ccoma tem muito a ver com o que queríamos para o som do nosso disco, principalmente em misturas rítmicas e na utilização de programações nos shows, mas a proposta da Magabarat difere do Projeto Ccoma em diversos aspectos, nos levando a criar um produto único, através do diálogo entre produtor e banda.

 

Caxias do Sul tem produzido uma grande quantidade de música com os olhos voltados para o mundo. A que você atribui essa “internacionalidade” crescente dos artistas caxienses?

Temos acompanhado bem de perto o Festival Brasileiro de Musica de Rua, responsável por trazer todo ano artistas de diversos países e Estados brasileiros a Caxias do Sul. Essa é uma grande oportunidade para termos contato direto com artistas que possuem conhecimentos diversos. Além disso também mantemos a Incubadora da Musica {nota: grupo de discussões e estudos organizados pela mesma equipe responsável pelo citado festival), que é local para trocar ideias com outros artistas do cenário caxiense. Outro marco importante para a cena é a Casa Paralela, reduto de criação e troca de ideias bastante frequentado por músicos e artistas de diversas áreas culturais. Estamos inseridos no meio de uma cena crescente em Caxias do Sul, em busca de uma identidade, algo que consolide a movimentação caxiense. A região da Serra Gaúcha tem muita diversidade cultural, e vive um momento muito bom, principalmente na música, o que certamente influencia diretamente a produção daqui. Estamos muito contentes por fazer parte desse momento.

 

“Música étnica” ou “world music” é um nome criado pela indústria para se referir a tudo que é pop mas não é feito nos EUA e Inglaterra. Pelas influências de ritmos latinos e brasileiros, pode acontecer que a Magabarat seja colocada nesse saco de gatos. Se rolar isso, seria um problema, ou pode ajudar a banda a chegar a mais pessoas, que já estão acostumadas com o rótulo?

Acreditamos que este nome em específico não chega a ser algo problemático, pois é um termo muito abrangente. Este é na verdade um problema que temos, pois é difícil classificar de forma precisa nossa música. Nossa proposta é justamente quebrar rótulos, juntando ritmos inusitados para criar algo diferente, uma linguagem pessoal apropriando-se de outras linguagens. Gostamos de pensar na Música Universal, termo proposto por Hermeto Pascoal, e não nos preocupamos em manter o tradicional, mas ir além dele.

 

O que vocês já têm planejado para este ano em termos de divulgação do disco?

Terminamos a miniturnê de lançamento do disco, foram 5 shows em Caxias e em Porto Alegre. Com o ano começando temos algumas coisas em vista, participações em festivais, há planos para uma turnê e talvez um clipe até o fim do ano, mas nada definido ainda. Reservamos janeiro para criar o planejamento de 2016.

 

LEONARDO VINHAS – SCREAM & YELL

Topo

 

Veja a capa do novo compacto do E a Terra Nunca Me Pareceu Tão Distante

 

 

Capa do novo compacto do EATNMPTD

 

 

Nos últimos anos, ótimas bandas de rock instrumental têm surgido na novíssima música brasileira. Nomes como Mahmed, Camarones Orquestra Guitarrística, Aeromoças e Tenistas Russas, Mar de Marte, Koogu, ruído/mm, Hangovers e Quarto Sensorial chamam atenção com bons discos e apresentações em festivais do país.

Neste campo, o quarteto paulistano de post-rock E a Terra Nunca Me Pareceu Tão Distante, formado por Lucas Theodoro, Luccas Villela, Luden Viana e Rafael Jonke Buriti, também se destaca. Depois dos EPs "Nem tanto, nem tão pouco", "E a terra nunca me pareceu tão distante" e "Vazio", a banda se prepara para lançar seu primeiro álbum cheio em 2017.

 

 

Mas, antes, controla (ou não) as expectativas dos fãs com um novo compacto, "Medo de morrer | Medo de tentar", que será lançado nesta terça-feira (veja no início do post a caprichada capa assinada por Jaime Silveira, que tem no currículo artes de ruído/mm, Jair Naves, entre outros artistas).

"O compacto traz as melhores gravações da banda até o momento", opina Jair, fã declarado do quarteto, no release do EP. "'Medo de tentar', envolvente faixa de quase seis minutos de duração, já se qualifica como um dos destaques do repertório da banda. Já 'Medo de morrer', homônima do clássico da primeira geração do punk rock brasileiro, oferece uma visão menos urgente e mais reflexiva sobre o tema".

 

 

"Em pouco mais de 11 minutos, 'Medo de morrer | Medo de tentar' firma o E a Terra Nunca Me Pareceu Tão Distante entre os grandes nomes do rock instrumental no Brasil, e abre caminho para um futuro promissor rumo aos céus, aos mares ou ao encontro imaginário deles", diz Guilherme Guedes, apresentador dos canais BIS e Multishow, que também foi convidado para falar do compacto.

Enquanto esperamos o lançamento digital de "Medo de morrer | Medo de tentar" (este post será atualizado com o player assim que o arquivo for disponibilizado), abrimos, com exclusividade, a pré-venda do vinil do compacto — os fãs podem garantir o disco em 7", fabricado pela Polysom, por R$ 30, clicando aqui.

 

 

E a banda paulista confirma, ainda, as datas já confirmadas da turnê de lançamento do novo trabalho — o primeiro show será em São Paulo, no domingo (28/2), no Teatro Décio de Almeida Prado. Veja a lista de apresentações fechadas até o momento:

 

28 de fevereiro — São Paulo (SP)

04 de março — Campinas (SP)

06 de março — Piracicaba (SP)

19 de março — São Paulo (SP)

24 de março — Goiânia (GO)

26 de março — Brasília (DF)

27 de março — Uberlândia (MG)

02 de abril — São Paulo (SP)

22 de maio — Rio de Janeiro (RJ)

 

Em pouco mais de 11 minutos, Medo de Morrer | Medo de Tentar firma o E a Terra Nunca MePareceu Tão Distante entre os grandes nomes do rock instrumental no Brasil, e abre caminho para um futuro promissor rumo aos céus, aos mares ou ao encontro imaginário deles.

 

LUCAS OLIVEIRA – BLOG AMPLIFICADOR

Topo

 

“O rock dos anos 80 me deu coragem para escrever em português”, diz Pitty

 

 

Depois do sucesso de Ivete Sangalo e Criolo interpretando Tim Maia em 2015, o projeto musical da Nivea está de volta. Para este ano, o homenageado será o rock brasileiro. Grandes nomes como Pitty, Nando Reis, Paula Toller, Dado Villa-Lobos e Os Paralamas do Sucesso vão cantar hits consagrados por mestres do rock de todas as épocas, desde Raul Seixas e Mutantes, até Legião Urbana e Charlie Brown Jr. Além de sucessos próprios, claro!

A parte musical do projeto é dirigida pelo produtor e ex-Mutante, Liminha. O super grupo ainda contará com Maurício Barros, do Barão Vermelho, e Rodrigo Suricato, da banda Suricato.

Em coletiva que rolou nesta manhã de terça (23), os participantes falaram um pouco de como serão as apresentações: “O público quer hit. Serão músicas que marcaram muitas gerações e classes sociais. São canções que o Brasil inteiro canta. Vai ser uma celebração ao rock”, disse Paula Toller. “Aquilo que faz sucesso na rádio é o que as pessoas gostam e se identificam, e não apenas o que foi decidido pra tocar. No palco, não vamos apenas contar a história música, mas sim a história do Brasil”, complementa Nando Reis.

Pitty, a caçula do ‘dream team‘, se mostrou empolgada em dividir o palco com tantos feras: “Eu sei de cor as músicas deles todos, ouvia na rádio lá em Salvador e tocava com revistinha de cifra e tudo mais. E, agora a gente vai cantar junto. Como é legal o mundo, né!”, e continua: “O rock dos anos oitenta me deu coragem para escrever em português, pois a nossa referência sempre foi gringa. Quando eu comecei eu queria falar sobre as coisas que eu vivia de uma forma que conseguisse me comunicar com as pessoas do meu país. O rock em português é possível e bonito”.

Os shows rolarão em abril em Porto Alegre, no dia 3, Rio de Janeiro, dia 10, e em Recife no dia 30. Em maio, as capitais contempladas serão Fortaleza, dia 15, e Salvador no dia 22. Em junho o show vai até Brasília, no dia 5, e tem o ‘grand finale’ em São Paulo, no dia 26.

 

ITAICI BRUNETTI – VÍRGULA UOL

Topo

 

Cantora Céu lança novo álbum em março

'Tropix' será o quarto disco de estúdio lançado pela artista

 

 

 

Tropix, é o nome do novo álbum da cantora Céu, que será lançado em 25 de março deste ano. Produzido por Pupillo e Hervé Salters, Tropix é o quarto disco de estúdio lançado pela artista.

"Muito agradecida a todas as pessoas envolvidas diretamente nele, produtores, músicos, artistas, família, amigos e também as envolvidas indiretamente, que são de suma e total importância e me dão suporte para continuar nessa grande jornada que é a música. Obrigada a vocês!!!", anunciou Céu ao divulgar a capa em redes sociais.

 

CORREIO BRAZILIENSE

 

Topo

 

Sammy Hagar apresenta nova canção em programa de TV

 

 

Sammy Hagar apresentou uma música inédita durante o programa de TV ‘The Big Interview’, apresentado por Dan Rather. A canção, batizada de ‘The Inner Child’, pode ser conferida no player abaixo. Não há, até o momento, previsão de quando o guitarrista e vocalista irá lançar um novo trabalho. 

 

GUILHERME ZANINI – GUITAR PLAYER

Topo

 

23 FEV 16

Ouça nova canção de Richar Ashcroft

 

 

Richard Ashcroft divulgou o primeiro single de seu novo álbum. A canção This is How it Feels está em These People, que chega às lojas no dia 20 de maio.

O quarto álbum solo do vocalista do Verve foi descrito como "uma declaração enigmática em relação 'a alguns eventos mundiais e pessoais'".

O álbum, o primeiro desde United Nations of Sound, de 2010, foi gravado no porão da casa de Ashcroft e traz arranjos de Wil Malone, que trabalhou com o Verve em Urban Hymns, e em álbum solo do vocalista.

 

Ouça a canção e confira o tracklist de These People abaixo

 

'Out Of My Body'

'This Is How It Feels'

'They Don’t Own Me'

'Hold On'

'These People'

'Everybody Needs Somebody To Hurt'

'Pictures Of You'

'Black Lines'

'Ain’t The Future So Bright'

'Songs Of Experience'

 

 

DROP MUSIC 

 

Topo

 

 

Ouça primeira canção do Lush em duas décadas

 

 

O Lush divulgou sua primeira canção inédita em cerca de 20 anos. A banda, que anunciou seu retorno no ano passado, não lançava nada novo desde 1996.

Out of Control é a faixa que abre o novo EP do grupo, chamado Blind Spot, que será lançado no dia 15 de abril pela 4AD. Além do disco, a banda já confirmou três shows pelo Reino Unido na mesma época.

"Claro que demora um tempo para nos acertamos, mas assim que entramos em estúdio, tudo voltou ao que era de forma muito rápida", comentou Miki Berenyi, vocalista do Lush.

"Passaram muito anos que eu não escrevia uma canção para o Lush e percebi com este EP é que não me sinto confortável escrevendo sobre isso como antes. Minha perspectiva mudou e acho que transmiti isso nas canções".

 

 

DROP MUSIC

Topo

 

Facção Caipira faz show gratuito em Copacabana

 

 

 

 

 

Em sua terceira edição, o projeto Jovens Tardes, realizado pela Rede Globo, já revelou mais de 30 músicos e bandas que despontaram no cenário nacional. No dia 28 de fevereiro, um domingo, quem sobe ao palco do Quiosque da Globo, localizado na Praia de Copacabana, é a banda Facção Caipira, que traz os sucessos que o público já conhece como “Blues Brasileiro Foragido Americano”, “Hoje” e “Trapaceiro” e muito mais. A apresentação começa às 16h30 e a entrada é gratuita.

A Facção Caipira participou da última edição do programa Superstar, da Rede Globo, e lançou no ano passado o álbum de inéditas “Homem Bom”. Considerado um dos melhores discos de 2015 por diversos veículos especializados, as canções do grupo bebem de fontes como o blues e o bluegrass e incorporam o folk nordestino para criar uma sonoridade própria com a energia do rock n’roll. A Facção Caipira é formada por Jan Santoro (voz e guitarra), Daniel Leon (gaita), Renan Carriço (bateria) e Vinícius Câmara (baixo).

Iniciado em 2013, o projeto Jovens Tardes leva ao público os jovens talentos da nova música brasileira. A cada fim de temporada, é lançado um CD com produção da Globo e distribuição da Som Livre. Já participaram do projeto as bandas Forfun, Ruivo, Urso e Mogli, Scracho, Banda Tereza, Hover e os cantores Manu Gavassi, Fernando Temporão e muitos outros.

 

Serviço

Facção Caipira no Jovens Tardes

Data: 28 de fevereiro

Horário: 16h30

Local: Quiosque da Globo - Copacabana

Endereço: Praia de Copacabana na altura da Rua Miguel Lemos

Entrada: gratuita

Classificação etária: Livre

 

DROP MUSIC

Topo

 

«Blackstar» de David Bowie convertido em mini-série de Instagram

O novo e derradeiro álbum de David Bowie vai ser transformado numa mini-série de Instagram.

 

 

«Blackstar» é o centro da nova série de episódios do InstaMiniSeries, um canal que produz programas pontuais para a rede social visual através de pequenos vídeos. A Pitchfork reporta que o canal teve acesso ao álbum antes da morte de Bowie a 10 de Janeiro.

«Blackstar», editado dois dias antes, vai ser assim transformado em 16 episódios. O primeiro estreia esta semana e o trailer já pode ser visto.

A interpretação visual é do fundador da revista Rookie, Tavi Gevinson, e da actriz de «Sete Palmos de Terra» Patricia Clarkson. De acordo com um comunicado, a série «leva o público para uma jornada de imagens evocativas inspiradas pelos ambientes sugeridos por música, letras e grafismo».

«A música é impulsionada pelo foco na interpretação visual do álbum, por contraste com uma narrativa linear e literal», pode ler-se.

 

DISCO DIGITAL (Portugal)

Topo

 

Black Sabbath deve fazer três shows no Brasil em dezembro

País estaria na rota da turnê de despedida do grupo

 

 

Saíram mais detalhes sobre a passagem do Black Sabbath pelo Brasil em sua turnê de despedida, que ocorre em 2016.

Segundo o jornalista José Norberto Flesch, do Destak, a banda vai fazer sete shows na América do Sul em dezembro - três no Brasil, dois na Argentina, um no Chile e um no Paraguai. As cidades e os dias dos shows ainda não foram confirmados.

A última turnê do Black Sabbath começou em 20 de janeiro, e passará por Estados Unidos, Austrália, Nova Zelândia e Europa. O Black Sabbath passou pelo Brasil em 2013. Já Ozzy Osbourne fez show solo por aqui no Monsters of Rock, em abril do ano passado.

 

BRUNO SILVA – OMELETE UOL

Topo

 

Aposta Rock In Press: Zéfiro

 

Zéfiro: Facebook | Youtube | Soundcloud

 

Um dia prometi a mim mesmo que pararia de ler emails de banda, numa matéria para um outro veículo que infelizmente não está mais no ar. Porém, a busca por conhecer material novo e saber o que são aquelas tantas músicas que aparecem na minha caixa de entrada me fizeram voltar ao ofício. Dentro dessas tantas canções estranhas, de estilos diferentes e qualidades distintas, vi lá: Zéfiro.

Não tem muito no som dos caras. Umas guitarras Gram, uma boa timbragem de bateria, uma voz perto do Pullovers e melodias que parecem Radiohead da época do In Rainbows. São tantas sonoridades próximas e ao mesmo tempo distintas que parece que a banda só tenta ludibriar seus ouvidos. Embora referencial, é um som totalmente próprio, hipnótico, com produção caseira feita com bastante esmero pelo quinteto brasiliense.

 

 

 

A estreia deles acontece com o recém lançado EP Andes, lançado de forma independente em vários veículos de streaming. Quatro músicas, nenhum release ou foto oficial. O pouco que se acha da banda e o curtíssimo tempo de fundação (um ano, exatamente) contrasta com o som seguro que eles alcançaram, com destaque para faixa Março”, com sua surpreendente kalimba perfeitamente encaixada numa canção pouco percussiva.

Eis aqui uma boa banda para se manter o olho aberto, acompanhar nas redes sociais e ver o crescimento. Primeira grande surpresa musical que chega aos ouvidos do RockinPress em 2016: Zéfiro.

 

MARCOS XI – ROCK IN PRESS

Topo

 

Jan Felipe anuncia disco e mostra “Fuga” e “Monopoles”

Trabalho será lançado ao longo do ano, sempre com dois singles juntos

 

 

Seguindo em seu trabalho caseiro-universal, Jan Felipe acaba de lançar duas músicas inéditas que fazem parte de Fuga, seu novo álbum.

O trabalho será dividido em singles duplos, lançados simultaneamente ao longo de 2016. As duas primeiras canções são a faixas-título “Fuga” e “Monopoles”, esta cantada em francês.

O novo lançamento se foca em ser menos lento e melancólico que os trabalhos anteriores do músico, utilizando ainda um esquema de lançamento semelhante ao disco Abril, seu primeiro trabalho lançado em 2011.

 

Jan Felipe – “Fuga” e “Monopoles”

 

 

MARCOS XI – ROCK IN PRESS

Topo

 

Jake Bugg: ouça a inédita “On My One”

 

 

 

O britânico Jake Bugg está com novo single, ‘On My One’ - ouça abaixo. Não foi revelado se a canção antecipa o lançamento de um novo disco do jovem guitarrista e vocalista. Seu mais recente trabalho é ‘Shangri La’, de 2013.

 

 

 

GUILHERME ZANINI – GUITAR PLAYER

Topo

 

Ouça "The Highline", música do novo projeto musical Kim Gordon

 

 

A ex-Sonic Youth Kim Gordon se uniu a Alex Knost, do Tomorrows Tulips, para formar um novo projeto musical, o grupo Glitterbust. A dupla anunciou o disco de estreia e liberou o primeiro single para audição.

 

O álbum será autointitulado e tem lançamento agendado para o dia 04 de março pela Burger Records. A primeira faixa divulgada é a longa "The Highline", ultrapassa 9 minutos de duração e traz distorções, ruídos e uma pegada bastante experimental.

 

 

LIZANDRA PRONIN – TERRITÓRIO DA MÚSICA

Topo

 

Beatles na Favela: Musical estreia em São Paulo em abril

 

 

 

O Grupo Cultural AfroReggae e a banda Al You Need is Love se uniram para a criação do projeto Beatles na Favela, um musical que contará com 30 músicas dos ingleses apresentadas pelo grupo ao lado de uma orquestra.

Misturando dança, música, apresentações circenses e efeitos especiais, o espetáculo tem videografia e cenário assinados pela companhia portuguesa Vortice Dance Company. Os artistas circenses, orquestra e bailarinos que atuam no musical são jovens carentes, entre 14 a 25 anos, da Favela do Cantagalo, público atendido pelo Grupo Cultural AfroReggae.

O espetáculo estreia em São Paulo, no Teatro Bradesco (Rua Palestra Itália, 500 / 3º piso - Bourbon Shopping São Paulo), em abril e deverá excursionar por algumas cidades brasileiras posteriormente. A classificação etária é livre e os ingressos começam a ser vendidos em breve.

 

LIZANDRA PRONIN – TERRITÓRIO DA MÚSICA

Topo

 

22 FEV 16

Banda iraniana é presa por tocar heavy metal e pode enfrentar pena de morte

Integrantes de uma banda foram detidos no Irã por tocar heavy metal e manter comunicação com rádios estrangeiras

 

Os músicos Nikan Siyanor Khosravi e Khosravi Arash Chemical Ilkhani, da banda iraniana Confess, foram presos por um motivo bem bizarro: tocar heavy metal.

 

A banda iraniana Confess está presa e pode ser executada por tocar heavy metal

De acordo com Trev McKendry, do blog "Metal Nation", a dupla foi detida e corre o risco de ser executada na cadeia. "Recebi uma mensagem de um amigo da banda dizendo que eles foram presos por tocar heavy metal, ter uma gravadora e manter comunicação com rádios estrangeiras", escreveu o blogueiro.

Os músicos foram presos sob acusações de propaganda contra o sistema iraniano, ter uma banda e uma gravadora de heavy metal – que é considerada uma música satânica­ –, escrever músicas anti-religiosas e anarquistas, e conceder entrevistas a rádios estrangeiras.

Nikan e Khosravi serão julgados e podem pegar de seis meses a seis anos de prisão. Se a corte considerá-los culpados do crime de blasfêmia contra o governo, os artistas poderão ser executados.

De acordo com amigos da banda, o governo iraniano já está controlando o site, as redes sociais e até os e-mails da Confess. Enquanto isso, a dupla está aguardando o julgamento e impedida de continuar trabalhando.

A Confess é uma das bandas de heavy metal mais conhecidas do Oriente Médio. Em quatro anos de carreira internacional, o grupo lançou dois álbuns e cerca de 30 músicas.

 

IG SP

 

Topo

 

 

 

Ajude a Stereophant a gravar seu novo disco

 

 

 

Após correr de encontro a tudo, a Stereophant prepara o momento mais ousado da sua história com um novo disco. Para isso, a banda oferece aos fãs a oportunidade de investir no trabalho em troca de recompensas exclusivas via financiamento coletivo. Formada em Mendes, interior do estado do Rio, a Stereophant despontou na cena independente com seu debut em 2013 e logo se tornou um dos principais nomes da cena carioca.

Alexandre Rozemberg, Vinicius Tibuna, Fabricio Abramov, Thiago Santos e Bernardo Leão fizeram mais de 150 apresentações explosivas desde então, dos principais eventos independentes até o Circo Voador, Imperator e o Circuito Cultural Banco do Brasil. Depois de anos na estrada e meses de pré-produção, eles estão na Toca do Bandido, trabalhando na finalização do segundo álbum, previsto para o primeiro semestre de 2016.

Dessa vez, a Stereophant aposta em um disco conceitual, com produção assinada por Felipe Rodarte, e em uma história só guiando todas as faixas do álbum. O inconformismo com a rotina e a vida urbana que marcaram o “Correndo de Encontro a Tudo” amadurecem para contar a jornada de um homem que se refugia no mar busca de paz interna e respostas.

Para passar essa mensagem do jeito como eles sonham, a banda planeja a realização de um clipe. Todos as pessoas da equipe trabalharão como voluntários e o custo será absolutamente para cobrir gastos das filmagens. O valor arrecadado vai possibilitar também as últimas gravações, mixagem e masterização.

Em troca, a Stereophant oferece prêmios que vão desde camisetas e pôsteres exclusivos, audição do disco com a banda, um fã ou empresa se tornarem patrocinadores do disco, um gorrinho da coleção pessoal do Tibuna e até a participação do coro em uma das faixas do álbum.

Veja o vídeo e conheça mais detalhes do projeto: https://www.catarse.me/discostereophant

Recompensas:

R$10 - Agradecimentos no CD

R$30 - Versão digital antecipada

R$50 - Camiseta Modelo Escafandro ou Modelo Exclusivo (frete grátis para a cidade do RJ)

R$65 - Camiseta + Pôster (frete grátis para a cidade do RJ)

R$90 - Combo de 2 camisetas (frete grátis para a cidade do RJ)

R$150 - Camiseta + Pôster + Gorrinho do Tibuna! (frete grátis para a cidade do RJ) (4 unidades)

R$200 - Camiseta + Pôster + Audição-festinha no estúdio Swing Cobra (15 unidades)

R$300 - Camiseta + Pôster + Participar do coro da última faixa do disco na Toca do Bandido (12 unidades)

R$ 1.500 - Show Acústico da banda (no estado do RJ) (5 unidades)

a partir de R$5.000 - Patrocinador do disco

 

DROP MUSIC

Topo

 

“G áve a”, novo single do Lício

Segundo álbum do cantor deve ser lançado em breve.

 

 

Já faz alguns anos desde a divulgação da última música inédita do Lício. Foi lá em 2013, com o lançamento do seu primeiro álbum Fregata Magnificens. Nele, entre outras, tinha a bela canção e clipe de “Eu Não Sei Nadar”, capitaneada pelo seu violão, a voz doce e barulhos um pouco mais pesados que faziam uma cama diferente na música.

 

Agora, dois anos e muito tempo depois, Lício mostra “G áve a”, a primeira canção do que será seu segundo álbum. A faixa foi produzida por Bruno Schulz (Cícero), com participação de Cairê Rego (Baleia) no baixo e Du Jorge na guitarra. Você pode baixar a canção no Soundcloud oficial do cantor.

 

MARCOS XI – ROCK IN PRESS

Topo

 

Paraíba`s Festival: Cadastre sua banda para o festival de 2016

 

 

 

A produção do Paraíba`s Festival já está trabalhando na nova edição do festival! Enquanto não há maiores detalhes sobre data e local, o site oficial está recebendo inscrições de bandas interessadas em tocar no evento. Acesse http://www.paraibasfestival.com.br/

 

ROCK GAÚCHO

Topo

 

Children of Bodom confirma dois shows no Brasil

 

 

 

A banda finlandesa Children of Bodom lançou em outubro do ano passado o nono álbum de estúdio de sua carreira (que completa 23 anos em 2016), que foi intitulado “I Workship Chaos” e cuja resenha você pode ler aqui

E é promovendo esse trabalho que o grupo formado por Alexi Laiho (vocal/guitarra), Jaska Raatikainen (bateria), Henkka Blacksmith (baixo), Janne Warman (teclado) e Daniel Freyberg (guitarra) fará sua quinta passagem pelo Brasil, com dois shows marcados nas capitais paulista e carioca no final de maio. Confira abaixo o serviço completo dessas duas apresentações:

 

28/05/2016 - São Paulo/SP

Carioca Club - Rua Cardeal Arcoverde, 2899

Horário: 18h00 (portas)

Classificação: 14 anos

Ingressos: R$150,00 (Pista - 1º lote meia entrada/estudante/promocional*), R$300,00 (Pista Inteira - 1º lote), R$180,00 (Pista - 2º lote meia entrada/estudante/promocional*), R$360,00 (Pista - 2º lote Inteira), R$250,00 (Camarote) *Doe um quilo de alimento na entrada da casa no dia do evento e pague meia entrada).

Venda Online: www.clubedoingresso.com

Pontos de Venda: Galeria do Rock - Loja 255 (11) 3361.6951 e bilheteria do Carioca Club

Informações: www.facebook.com/events/571259766372649/

 

29/05/2016 - Rio de Janeiro/RJ

Circo Voador - Rua dos Arcos S/N – Lapa

Horário: 18h00 (portas)

Classificação: 16 anos

Ingressos: R$100,00 (1º lote meia entrada/estudante/promocional*), R$200,00 (Inteira - 1º lote), R$130,00 (2º lote meia entrada/estudante/promocional*), R$260,00 (2º lote Inteira), R$150,00 (meia entrada/estudante/promocional no dia), R$300,00 (inteira no dia) *Doe um quilo de alimento na entrada da casa no dia do evento e pague meia entrada).

Venda Online: www.ingresso.com

Pontos de Venda: bilheteria do Circo Voador

Informações: www.facebook.com/events/192369164457832/

 

TATE MONTENEGRO – TERRITÓRIO DA MÚSICA

Topo

 

Hacienda apresenta Boogarins lança “Manual”

Abertura da noite fica por conta de banda-fôrra.

 

 

A banda goiana Boogarins vem a João Pessoa para apresentar o disco “Manual” no dia 06 de março. O show acontece na Vila do Porto e a noite ainda conta com abertura da sensação paraibana banda-fôrra.

Em 2015, a banda tocou no festival Hacienda, sendo eleito pela crítica um dos melhores shows do festival, logo após também tocaram no importante Lollapalooza.

O novo disco dos goianos dever ser visto como uma espécie de diário que reflete a jornada épica do Boogarins pelo mundo em um território musical muito mais complexo. “Manual – Guia livre de dissolução dos sonhos” possui com composições mais pessoais e socialmente conscientes como uma evolução natural do debut “As Plantas Que Curam”.

 

 

Pouco a pouco, o Boogarins ganhou muitos fãs pelo Brasil e pelo mundo, tendo recebido o título de “Artista Revelação” pelo Prêmio Multishow e consagrados com ótimas avaliações em revistas como a Rolling Stone Brasil. Seu rock and roll está enraizado nas tradições do Tropicalismo nutrido na cultura contemporânea música global com muitos toque de psicodelia nas guitarras.

Os ingressos antecipados para o show custam R$ 25 reais e podem serem adquiridos no site Sympla (link para compra: https://goo.gl/3PEi1l).

Banda-fôrra (PB) é um encontro de águas, vontades e referências. Formada por Ernani Sá, Lue Maia e Gustavo Limeira, Matteo Ciacchi e Hugo Limeira, lançaram seu primeiro EP homônimo em 2015, onde também neste ano se apresentaram no festival Hacienda, realizando um show histórico na Casa Piollin. Sonoridades estrangeiras dialogam com a essência de nossa música em pé de igualdade – música brasileira sem estereótipos geográficos. Para explicar o nome da banda podemos usar o dicionário: diz-se de quem nasceu de mãe escrava e pai branco.

 

Escute “Manual”:

 

 

Escute banda-fôrra EP:

 

 

Serviço:

 

Hacienda apresenta Boogarins lança “Manual” em João Pessoa

Abertura: banda-fôrra

06.03, domingo | 17h

Praça de São Frei Pedro Gonçalves, 08 – Varadouro

Ingressos: R$ 25 antecipado / R$ 30 na hora

Pontos de Venda: Em breve

*ingressos limitados a capacidade da casa

 

FELIPE MATHEUS LIMA – ATIVIDADE FM

Topo

 

Dia da Música abre inscrições para artistas e casas de shows

Festival que oferece música autoral de maneira gratuita acontece em 18 de junho, em São Paulo e no Rio de Janeiro

 

 

Os eventos do Dia da Música de 2016 acontecerão em 18 de junho, nas capitais de São Paulo e Rio de Janeiro. Esta semana, o festival – que promove música autoral de forma gratuita – abriu as inscrições para artistas e donos de casas de shows interessados em participar das festividades.

Os donos de casas de shows, bares e espaços culturais e interessados em administrar um palco podem ser selecionados e receber incentivos financeiros que podem chegar até R$ 4 mil por local. Os eventos do Dia da Música são gratuitos, com exceção dos clubes que não forem selecionados para ganhar incentivos e mesmo assim participarem do festival.

As inscrições – tanto para artistas quanto para administradores de palco – podem ser feitas no site oficial do Dia da Música, ficando disponíveis até o próximo dia 11 de abril. No ano passado, o festival aconteceu no Rio de Janeiro e em São Paulo, com shows de nomes como O Terno, Carne Doce (foto), Lê Almeida, Ava Rocha e Omulu, entre outros, espalhados em palcos de diversos bairros das cidades.

Inspirado no festival francês Fête de la Musique – e realizado atualmente em 700 cidades do mundo –, o Dia da Música engloba tanto palcos na rua, a céu aberto, como em clubes mais tradicionais. O objetivo dos eventos é promover música autoral, de todos os gêneros, de uma forma acessível para todas as camadas da população.

 

ROLLING STONE BRASIL

Topo

 

By Paulão - (34) 9108-5957 paulao@confraria.net

de maneira gratuita acontece em 18 de junho, em São Paulo e no Rio de Janeiro

 

 

Os eventos do Dia da Música de 2016 acontecerão em 18 de junho, nas capitais de São Paulo e Rio de Janeiro. Esta semana, o festival – que promove música autoral de forma gratuita – abriu as inscrições para artistas e donos de casas de shows interessados em participar das festividades.

Os donos de casas de shows, bares e espaços culturais e interessados em administrar um palco podem ser selecionados e receber incentivos financeiros que podem chegar até R$ 4 mil por local. Os eventos do Dia da Música são gratuitos, com exceção dos clubes que não forem selecionados para ganhar incentivos e mesmo assim participarem do festival.

As inscrições – tanto para artistas quanto para administradores de palco – podem ser feitas no site oficial do Dia da Música, ficando disponíveis até o próximo dia 11 de abril. No ano passado, o festival aconteceu no Rio de Janeiro e em São Paulo, com shows de nomes como O Terno, Carne Doce (foto), Lê Almeida, Ava Rocha e Omulu, entre outros, espalhados em palcos de diversos bairros das cidades.

Inspirado no festival francês Fête de la Musique – e realizado atualmente em 700 cidades do mundo –, o Dia da Música engloba tanto palcos na rua, a céu aberto, como em clubes mais tradicionais. O objetivo dos eventos é promover música autoral, de todos os gêneros, de uma forma acessível para todas as camadas da população.

 

ROLLING STONE BRASIL

Topo

 

By Paulão - (34) 9108-5957 paulao@confraria.net

ont>